Garantia:

Quando procuramos um transporte escolar para nossos filhos, ficamos sempre preocupados e um tanto inseguros em relação à escolha, pois este, irá conduzir o que temos de mais precioso.
É nessa hora que devemos ter o maior cuidado, pesquisar bastante para termos a certeza de que nossos filhos estarão seguros com o transporte escolar que escolhemos.
A TransUnirriter Transportes Escolares vem a mais de 18 anos prestando com segurança, tranqüilidade, pontualidade e dedicação no transporte de alunos, tendo a satisfação dos bons serviços prestados.
Atendemos ao segmento de Transporte Escolar, oferecendo uma excelente estrutura para que os pais possam ir trabalhar sossegados enquanto seus filhos são levados a Faculdade.
Todos os veículos são revisados e vistoriados semestralmente pelo Detran e RSTrasn (RS Transporte). Onde são conferidos todos os itens de segurança, tais como: Cintos de Segurança (um por aluno), abertura dos vidros (de 10 cm), tacógrafo, extintor, motor e etc.
Quando aprovado é atualizado o CRMPJ (Certificado Registro Municipal de Pessoa Jurídica). Que deve estar sempre em poder do condutor do veículo.

Preocupações Gerais

Com o dia a dia cada vez mais atarefado, muitos pais delegam a terceiros a tarefa de levar e buscar seus filhos na escola. Porém, é muito importante ficar atenta na hora de escolher a empresa ou pessoa que fará o transporte escolar de seus filhos. Lembre-se que você está deixando seus filhos nas mãos de desconhecidos e, portanto, todo cuidado é pouco para evitar problemas por mais que o “tio” ou “tia” da van pareçam confiáveis. Antes de contratar uma empresa ou profissional, tenha certeza que tanto o veículo quanto a pessoa que o conduzirá estão autorizados a prestar serviços de transporte escolar. De acordo com a legislação de trânsito brasileira, para conduzir um veículo de transporte escolar, o motorista precisa ter idade superior a 21 anos, ser habilitado no mínimo na categoria “D” e apresentar certidão negativa de antecedentes criminais, relativa aos crimes de homicídio, roubo, estupro e corrupção de menores, renovável a cada cinco anos (art. 329 do Código de Trânsito Brasileiro).
Além disso, o candidato a “tio” da van não pode ter cometido nenhuma infração grave ou gravíssima, ou ser reincidente em infrações médias, durante os últimos 12 meses e deve ser aprovado em um curso especializado, regulamentado pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito). “A validade desse curso é de cinco anos e o motorista recebe, atualmente, uma credencial. Porém, em um futuro próximo, esta informação constará na CNH”, orienta o soldado Uipner Gomes dos Santos, da Divisão de Educação de Trânsito do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) de São Paulo. Sempre verifique se o profissional possui a
credencial para realizar o transporte escolar e se a mesma está válida.
Já o veículo utilizado para transporte escolar também deve seguir algumas regulamentações e passar por inspeções semestrais realizadas pelos órgãos de trânsito da cidade para verificação dos equipamentos obrigatórios e de segurança.
Um destes equipamentos é o tacógrafo. “Ele registra instantaneamente, e de maneira inalterável, em um disco diagrama as velocidades e distâncias percorridas pelo veículo. Além disso, o aparelho também registra freadas bruscas ou colisões”, explica Jefferson Oliveira, assessor de Diretoria da Siemens VDO Automotive, uma das fabricantes do tacógrafo.
O tacógrafo fica localizado no painel do veículo e as informações registradas no disco diagrama podem ser acessadas a qualquer momento, um excelente instrumento para você saber como o motorista do transporte escolar está dirigindo. “Para que a análise dos dados seja possível, o disco deve ser substituído a cada 24 horas ou a cada sete dias, de acordo com o modelo usado”, alerta Oliveira. Se o “tio” da van se recusar em mostrar os discos do tacógrafo ou disser que não troca o disco todos os dias ou semanalmente por ser caro, desconfie: uma caixa com 100 discos diagrama custa, em média, R$ 22,00. Por dia, o custo para trocar o disco seria de R$ 0,22, bem mais barato que tomar um cafezinho.

Credenciais e Antecedentes

O parceiro deve buscar recomendações sobre o motorista com outros consumidores que já tenham se utilizado do serviço e checar informações sobre o motorista no próprio Detran, fornecendo nome completo e documentação necessária.

Também é importante observar os seguintes pontos:

  • • Como o motorista recepciona as crianças na porta da escola.
  • • As condições de higiene, conforto, segurança, se há cinto de segurança para cada ocupante e abertura das janelas inferior a 10 cm.
  • • Verificar se há outro adulto acompanhando as crianças (quando necessário), além do motorista no veículo.